Eu Augusto dos Anjos

Título:    Eu

Autor:    Augusto dos Anjos   

Categoria:    Literatura

Idioma:    Português 

Eu	Augusto dos Anjos


Eu Augusto dos Anjos


 
* Conforme o texto-base. A forma adequada seria Raios.
* Preferiu o poeta manter o ditongo em razão da rima. A forma adequada seria aríete.
* O autor preferiu esta forma oxítona provavelmente por causa da assonância no verso.
** Na edição de base consta arripiadora.
*** O poeta usou a forma elégia para manter o ditongo, preservando o decassílado “ forçado”.
* No texto de base consta areopago
* Mulambo, na edição de base.
* Na edição de base consta mostrava-me
* O poeta preferiu a forma paroxítona em razão da métrica.
* No texto de base grafou-se endeixa.
* O poeta acentuou a semivogal para poder preservar a métrica decassílaba com evidente “ esforço” poético.
* Conforme edição de base. O poeta preferiu a forma latina da palavra noz.
* É preciso ler mil duzentos réis para caber na métrica do verso.
* O poeta adotou a forma paroxítona para preservar a métrica decassílaba.
* Manteve-se o acento diferencial de timbre conforme vontade autoral.
* Verso atípico, caso raro em nossa língua. A contagem segue até a proparoxítona ÓBOLO
* Manteve-se a acentuação, conforme texto de base, para sustentar a métrica.


Por Blog Caderno de Educação


Compartilhe Compartilhe Compartilhe
Compartilhe em suas Redes Sociais!


Sobre:
Este Blog visa compartilhar conteúdo e publicar matérias informativas ou sugestivas e livros em domínio público.


0 Comments:

Publicar um comentário

.
Com tecnologia do Blogger.

 

João 3 16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

voltar